Sexta .NET – Aula 9 – Desenvolvendo para internet parte II

Bom dia pessoal,

Depois de uma semana sem o curso devido à correria que estamos ultimamente venho hoje bombardeá-los de conhecimento.
Vamos ter duas aulas em sequencia, uma agora sendo Desenvolvendo para internet parte II e logo mais ao fim do dia estarei colocando mais uma aula.

Vamos ao que interessa?

Sexta .NET – Aula 9 – Desenvolvendo para internet Parte II

ADICIONANDO EVENTOS

Muitos eventos são disparados através de ações de usuários captadas pelo navegador
O código para manipular o evento disparado é executado no servidor
Quando o código completa sua execução, a página web pronta é enviada de volta ao navegador (contendo código html e script)

CONTROLES

  • Button: Botão
  • CheckBox: Caixa para selecionar ou não um item
  • Label: Texto que não pode ser editado diretamente
  • LinkButton: Um botão com aparência de link
  • ListBox: Lista para escolha de uma ou mais opções
  • RadioButton: Caixa para selecionar ou não um item.

Gridview
Tabela para exibição de dados de fácil preenchimento e integração com BD, com controle de paginação e ordenação automáticos e suporte a templates.

  • DataList: Mecanismo parecido com o GridView, porém, com menos recursos
  • Repeater: Mecanismo parecido com o GridView, porém mais flexível e leve
  • DropDownList: Lista para escolha de uma das opções. Bastante útil quando se quer que as opções sejam extraídas de um banco de dados
  • Image: Exibição de uma imagem

Wizard
Permite criar um formulário passo a passo.

SiteMap
Permite criar um menu de navegação baseado na página que o usuário está acessando.

Menu
Permite criar um menu com links de maneira estática ou dinâmica. Pode utilizar o mesmo arquivo XML do SiteMap.

MASTER PAGE

  • Criar uma Herança Visual para o Web Site.
  • Manutenção centralizada, não é necessário mudar o código em várias páginas, apenas em uma.
  • Facilidade na criação do layout.
  • Reaproveitamento de código.

Session

  • Uma das formas mais simples de manutenção de estado é através de variáveis de sessão
  • Por padrão, estas informações estão armazenadas no próprio processo do ASP.NET
  • É possível armazenar informações de sessão em um processo separado (um servidor de estado) ou até mesmo em um Sistema Gerenciador de Banco de Dados
  • Uma variável de sessão está associada exclusivamente a uma única sessão.
  • Isto significa que um dado armazenado em uma variável de sessão com nome X para o usuário João não será visível na variável de sessão de mesmo nome do usuário Pedro, e vice-versa.

Session.Add("X", "Valor");
string nome = (string)Session["X"];

Session – Eventos associados

Presentes no Global.asax


protected void Session_Start(Object sender, EventArgs e){//Evento disparado quando a uma sessão é iniciada.}

protected void Session_End(Object sender, EventArgs e){//Evento disparado quando a sessão é finalizada.}

Application

  • Variável de estado da aplicação
  • Visível em toda aplicação para TODOS usuários
  • Exemplos de uso:
    • Chat
    • Contador de Acessos
  • Exemplo:

    Application["ContadorAcessos"] = 0;

Application – Eventos associados

Presentes no Global.asax

protected void Application_Start(Object sender, EventArgs e){//Evento disparado quando a aplicação é iniciada.}

protected void Application_End(Object sender, EventArgs e){//Evento disparado quando uma aplicação é finalizada.}

ViewState

Mantêm automaticamente os valores de controles de servidor entre um postback e outro
Internamente funciona como um campo oculto (hidden) um pouco mais sofisticado

Ao rodar uma aplicação ASP.NET sem qualquer controle verá que é criado um campo oculto para o armazenamento do ViewState:

<input type=”hidden” name=”__VIEWSTATE”
id=”__VIEWSTATE” value=”/wEPDwUJNzgzNDMwNTMzZGS8mO25pQR00V4slvgSxG3dEvK+hA==”>

Note que os dados não são exibidos em texto plano, por questões de segurança

Pode-se ainda adicionar manualmente valores a um ViewState, lembrando que você vai conseguir recuperá-los apenas na mesma página:

ViewState.Add("Nome", "Bill");
String nome = (string) ViewState["Nome"];

Cookie

  • Trata-se de um pequeno arquivo de texto que é armazenado na maquina do usuário
  • Usado, por exemplo, em sites de comércio eletrônico, para exibir as preferências e características do usuário
  • Pode identificar o usuário mesmo dias depois de seu acesso a página.
  • O grande problema dos cookies é que o usuário simplesmente pode desabilitar este recurso em seu navegador

Escrevendo um Cookie:

//Cria um novo cookie, passando o nome no construtor
HttpCookie cookie = new HttpCookie(“Curso”);

//Determina o valor o cookie
cookie.Value = “Sexta.NET”;
//Configura o cookie para expirar em 1 mês
cookie.Expires = DateTime.Now.AddMonth(1);
//Adiciona o cookie
Response.Cookies.Add(cookie);

Lendo um Cookie:

//Captura o cookie
HttpCookie cookie = Request.Cookies[“Curso”];

String strCookieValue = “Vazio”;

//Certifica-se que o cookie existe
if (cookie != null)
strCookieValue = cookie.Value.ToString();

Web.config

  • Arquivo no formato XML
  • Informações de configuração da sua aplicação, tais como, string de conexão, páginas de erro, modo de compilação,etc.
  • Armazenar valores e parâmetros que sejam comuns a toda nossa aplicação.
  • Case Sensitive

Bom galera, vamos ficar por aqui, com este conteúdo apresentado finalizamos “Desenvolvimento para Internet”.
Voltaremos com um conteúdo mais aprofundado: UserControls

Até mais!

Victor Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *